Fundos de Pensão

Outro escândalo das administrações públicas são as ingerências políticas nos fundos de pensão das estatais incluindo-se aí as empresas de economia mista. O controle de partidos políticos na indicação de diretores em diversos deles traz uma carga de forte desconfiança. O discurso afinado e comum é o de que há regra fixa - aprovação do conselho - para investimentos, porém, existe a possibilidade das diretorias manobrarem livremente 5% (cinco por cento) do valor global dos ativos. No caso do Fundo da Petrobras - PETROS seria o equivalente a R$ 8 bilhões. É muito dinheiro e desejo juntos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Preces da Comunidade

Governos: Falta de Planejamento e Visão