O Futuro do Democratas - DEM

Analistas políticos e jornalistas de várias correntes reiteradamente anunciam a morte do Democratas. Não sei que desejo é este tão desmedido de decretar a extinção de um partido que contribuiu de forma significativa para o equilíbrio político e econômico do país.

Certamente, o que desagrada aos críticos do DEM, ex-PFL, é a sua mantida identidade com o conservadorismo moral, com a liberdade no empreender na economia e com o modelo de defesa de um Estado não interventor.

O Democratas tem em seus fundamentos sólidas teses onde a Pessoa é o centro e o fim último da política. O bem-estar sócio-econômico das pessoas é uma conquista delas próprias, com empenho e esforço. Nesta equação aparece o Estado com um servidor e também como um agente de simetria que equilibra as forças que interagem na vida social e econômica.

O Democratas hoje precisa é de forma inabalável e corajosa defender seus fundamentos e valores. As respostas das urnas, ao contrário do que os analistas políticos e jornalistas apresentam, aplaudem o passado construído pelo Partido da Frente Liberal e esperam o Democratas atualizado e íntegro ideologicamente.

As eleições presidenciais de 2010 e as deste ano só reforçam a tese de que há espaço e necessidade de um partido político de posição conservadora declarada que se apresente ao país de imediato com uma comunicação direta de sua identidade.

Resta ao Democratas ir ao encontro de seu passado, de sua raiz e ter a coragem de buscar o poder com o rosto que é seu e que, segundo os resultados expressos em votos brancos, nulos e abstenções, se assemelha a pelo menos de 35% da população brasileira.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Governos: Falta de Planejamento e Visão

Vox Populi Brasil - Rádio Catedral FM 106,7