Saúde da Mulher, um Descaso Total

Vítima de Violência – provocada pelo companheiro

Vítima do sistema – provocada pelo descaso político

Há 15 dias recebi na Casa de Amparo São Frei Galvão uma moça gestante de 4 meses, 30 anos, com estatura e corpo de 15, tamanho é o raquitismo desta gestante.

Esta moça deu entrada na 57ªDP – violência praticada pelo companheiro. A delegacia encaminhou a Casa da Mulher de Nilópolis, de cunho municipal, de lá a guarda municipal trouxe a gestante para ser assistida por nós, tendo em vista que em toda baixada é a única casa que atende a este público - gestantes vítimas de violência.

Esta mãe estava para operar vesícula quando foi descoberta a gravidez, teve que interromper a cirurgia.

Hoje durante a missa de cinzas ela começou a passar mal, sentia muitas dores e quase não podia andar sentindo as pernas pressas. Cheguei na Maternidade Melchíades Calazans, às 21:20, fez a ficha e ficou aguardando obstetra para atendimento. Às 22:25h chegou o obstetra, ela foi examinada e internada na unidade. Falei com a Supervisora administrativa a situação da gestante e insisti numa vaga para que o Pré-Natal dela fosse feito nesta maternidade, tendo em vista ser uma gestação de risco. A Sra. Supervisora disse-me para procurar a secretaria de Saúde porque o Diretor Dr. José, suspendeu atendimento para fazer pré-natal.

A situação das mães gestante neste município é caótica, chega a ser desesperadora. No corredor gestantes gemiam de dores para dar a luz, outra com pressão 19x12, enfim, são vidas humanas num total descaso.

Lembrando que há 15 dias uma gestante nossa deu a luz no atendimento porque o obstetra estava em uma cirurgia, segundo atendente.

A quem devemos recorrer?

Os Políticos do Rio de Janeiro, precisam resolver este descaso com a saúde em especial oferecer uma atendimento Humanizado a Maternidade. Não dá para esperar, vidas estão sendo ceifadas.

A Maternidade Municipal de Nilópolis não funciona há meses.

Onde estão os jornalistas que não se interessam por esta matéria?

Termino esta exposição pedindo orações por esta criança de 4 meses de vida uterina e pela sua mãe Vanessa.

Paz e Bem !

Doris Hipólito - Fundadora da Casa de Amparo Pró-Vida São Frei Galvão.


Peço ainda que divulguem em sites e jornais. Sejamos a voz daqueles que não podem se defender.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Governos: Falta de Planejamento e Visão

Vox Populi Brasil - Rádio Catedral FM 106,7