Trem de Alta Velocidade - Rio - São Paulo

É infantil imaginar que a Empresa Brasileira de Correios (EBC) participando do empreendimento de construção do trem bala gerará algum benefício para empresa ou para os contribuintes. Ao contrário, a participação dos Correios num Consórcio certamente é mais um subsídio escancarado a empreiteiras, que já se acostumaram a se abastecer de capital do Tesouro via BNDES há anos. O trem bala é um negócio inicial, sem orçamento fechado, de no mínimo R$ 32 bilhões e, estudos de viabilidade econômica revelam um baixo retorno, quando otimista, a respeito do investimento neste empreendimento que italianos e japoneses não se manifestaram mais sobre a participação na aventura.
Outro ponto importante e necessário a se destacar é a presença do Estado num empreendimento de característica tipicamente da iniciativa privada. Não é correto que a máquina Estatal sirva como biombo para acobertar interesses de empreiteiras e as suporte em riscos que são próprios de suas atividades empresariais de livre iniciativa. Contudo, não discordo de eventuais incentivos, mas uma empresa pública ser a garantidora da operação é um grave erro. Lembro, também, que os Correios não são transportadores de pessoas, que é o objetivo principal deste trem de alta velocidade.

Comentários

  1. Quanto preconceito nos seus comentarios, como é que vc pode achar que um mercado de 30 milhoes de habitantes como Rio, São Paulo e Campinas, poderia nao ser interessante para a ECT? A ECT deveria ser socia não apenas do trem bala mas de uma Cia aérea tambem. Absurdo era a ECT continuar pagando o que paga nessas licitações em que o PMDB, PSDB, DEM sempre colocou a empresa como no episodio do ultimo concurso publico por exemplo. Vai falar de algo que vc conheça meu amigo deixa os correios para os ecetistas.

    ResponderExcluir
  2. Prezado Paulo Bolinha Correios (sindicalista dos Correios e ligado ao PT),
    Primeiramente, não há preconceito em meus comentários, ao contrário, meus comentários são fruto de uma opinião técnica e capaz de suportar embates do mesmo nível. Segundo, não se esqueça que a EBC, caso tenha sido loteada, foi também pelo PT, pelo menos nesses últimos 8 anos. E, quanto a deixar a EBC nas mãos dos "ecetistas", antes porém, vocês devem comprá-la, pois a empresa é pública, portanto, pertence, da mesma forma, a maioria honesta do povo brasileiro. Povo este, que trabalha suado para pagar impostos extorsivos e mal gerenciados.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Governos: Falta de Planejamento e Visão

Vox Populi Brasil - Rádio Catedral FM 106,7