Ensino Religioso

Não vejo razão justificável por se demonstrar uma intima alegria ao noticiar que a 10a. Vara de Fazenda Pública anulou o edital do concurso, que abriria 500 vagas para professor de ensino religioso nas escolas públicas do estado do Rio. A título da nota é: Estado Laico. Solidarizo-me com o governo, que embora tenha tomado a mediada muito tarde, muito tarde mesmo, estava procurando resolver um tema, que foi promessa de campanha. E, eu sou testemunha da palavra empenhada do então candidato Sérgio Cabral. Lamento a atitude, pois no ambiente deteriorado em que vivemos o Ensino Religioso se reveste de caráter de indispensabilidade. Espero que o governo do Rio tenha sinceridade, recorra rápido e eficazmente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Governos: Falta de Planejamento e Visão

Vox Populi Brasil - Rádio Catedral FM 106,7