Sérgio Cabral e a Educação no Estado do Rio de Janeiro

Depois de distribuir 50 mil computadores acreditando ser este um passo importante para o setor da educação do Estado do Rio de Janeiro, o governador Sérgio Cabral tentou aprovar na Assembléia Legislativa uma lei que alteraria de forma desfavorável a carreira do magistério estadual. A legislação teve forte resistência, porém, o destaque mais grave foi a batalha campal na porta da ALERJ. A intervenção da Polícia Militar foi um desastre! Houve até um policial apontado uma pistola para um manifestante. Verdadeiro absurdo! É certo que a polícia garanta a ordem, mas totalmente diverso é fazê-la de braço forte do poder. Reprimir manifestações não é a saída. A saída, é governar e apresentar medidas efetivas de recuperação salarial, condições de trabalho e cuidar com atenção das nossas crianças e adolescentes, que com este nível de ensino, não terão futuro digno. Para os professores, agora, é aguardar a incorporação do Nova Escola ao longo de 6 anos, em 2015. Em tempo: nada se falou quanto aos critérios de avaliação e execução do Nova Escola.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Preces da Comunidade

Governos: Falta de Planejamento e Visão