Crise Econônica - Comércio Exterior

A dita marola, qualificação usada pelo presidente Lula para a crise financeira mundial está atingindo fortemente o comércio exterior brasileiro neste semestre. A queda é de aproximadamente 26% em relação ao resultado do primeiro semestre do ano de 2008. Contribuíram para isso a desaceleração da economia mundial e as medidas protecionistas de diversos países. O fraco desempenho da balança comercial e a saída de investimentos estrangeiros do Brasil apontam para uma tendência de perda de dólares. Portanto, o governo ter aportado junto ao Fundo Monetário Internacional (FMI) o montante de US$ 10 bilhões foi uma medida imprudente e inadequada do ponto de vista técnico e, o resultado é a fragilização das reservas do Brasil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Preces da Comunidade

Crítica ao Trabalho das Organizações Não Governamentais - ONGs

Governos: Falta de Planejamento e Visão