O Caso do Submarino Francês II

O acordo comercial do governo brasileiro com a empresa estatal francesa Direction des Constructions Navales Services (DNCS) construtora dos submarinos embute o apoio da França às pretensões do Brasil de ocupar um acento no Conselho de Segurança da ONU e no G-8. Mas isso vale dez vezes o preço de mercado do "pacote fechado" dos submarinos? E, por acaso, é ético se comprar um aliado para estas pretensões?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Preces da Comunidade

Governos: Falta de Planejamento e Visão