A Reforma e o Jogo Político

Seria interessante que na reforma política fosse proposta a obrigatoriedade de os partidos apresentarem candidatos a governador e a senador. Não há lógica de se ter o controle de um partido e não fazê-lo crescer. A não indicação de nomes para disputar cargos majoritários significa a subordinação da legenda e fere o princípio básico de toda agremiação partidária, que a de chegar ao poder. Outro ponto importante seria o de obrigar a rotatividade na presidência dos partidos estipulando mandatos de dois anos sem reeleição.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Preces da Comunidade

Governos: Falta de Planejamento e Visão