A Corrupção no Brasil na Era PT

Diariamente, repito, diariamente, são veiculadas notícias de desvios de recursos públicos em diversas áreas do governo federal. Quem não se lembra do famoso Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT?

Fraudes em obras, projetos, convênios na área de formação profissional como este último, apurado pela Polícia Federal, com desvios de mais de 400 milhões de reais. Adicionam-se a estes diversos outros em áreas estratégicas como a da saúde e da educação.

Cidadãos foram para as ruas protestar contra este estado de coisas, mas nada de concreto por parte do governo federal aconteceu. Acenaram com mudanças na legislação eleitoral e consultas públicas, mas nada, repito, foi além das declarações confusas e totalmente fora de sintonia com as demandas da população que se movimentou.

A atenção do governo federal, contudo, se voltou para a África enviando mensagem ao Senado da República para o perdão de dívidas de países africanos governados por ditadores e corruptos conhecidos mundialmente, no valor dois bilhões de reais. Outra medida do governo federal foi o generoso repasse de quinhentos milhões de reais para Cuba em função do convênio com a Organização Pan-Americana de Saúde para o fornecimento de médicos para o controvertido programa Mais Médicos.

O que quero mostrar neste curto espaço de tempo é que estamos num mar de lama sem precedentes.
Desvios constantes de recursos públicos sem respostas punitivas das autoridades, ao contrário, parecem que não se importam. E a resposta é a sempre protocolar de que tudo será investigado e os culpados serão exemplarmente punidos.

O caso do Ministério do Trabalho exemplifica bem o modo “sério” como o governo federal administra os recursos de nossos impostos. Neste ministério há suspeitas de longa data, desde o antigo ministro, de corrupção profunda e o governo federal manteve por conveniência política o ministério sob a tutela do PDT.

Os arranjos políticos baseados no puro fisiologismo têm custado muito caro ao Brasil.

A influência política e a gestão desqualificada do PT fez nos últimos dez anos a dívida da Petrobras atingir a cifra astronômica de 330 bilhões de reais.

A Fundação Banco do Brasil foi outra vítima de convênios cujos benefícios foram flagrantemente manipulados para a promoção política do PT. Mais um caso desvendado pela Polícia Federal.

Agora, só falta o Supremo Tribunal Federal permitir a revisão da punição dos “mensaleiros”.

O que pergunto a vocês é: o que vamos fazer? Vamos assumir nossa responsabilidade com as nossas famílias e com o Brasil ou vamos deixar essa lama toda afogar o nosso presente e o nosso futuro?

Da minha parte digo, vou continuar a enfrentar esta gente.


Programa Opinião Católica do dia 17 de setembro de 2013.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Preces da Comunidade

Governos: Falta de Planejamento e Visão