Os Culpados da Vez

Em quase doze anos de administração petista o Brasil não conseguiu alterar de forma positiva os índices de saúde e de educação.

Outra dificuldade é a superação do quadro de pobreza. A tentativa do governo federal está baseada na pura e simples implementação de programas assistencialistas, que ao contrário de conseguirem uma elevação da condição social, embora se registre uma pequena melhora, mantém na condição de pobreza indigna um contingente de milhões de brasileiro.

Contudo, o que quero partilhar hoje é o programa chamado “Mais Médicos”. Trata-se de um programa do Ministério da Saúde que visa preencher a lacuna de médicos nas regiões carentes e do interior do país.

O programa “Mais Médicos” considera apenas que o problema da saúde no Brasil é a ausência de profissionais médicos, por esta razão, abriu a contratação de médicos estrangeiros, notadamente, de cubanos para o preenchimento das vagas ofertadas pelo programa.

Qualquer pessoa minimamente informada sabe que há dificuldade de contratação de médicos especialistas, mas sabe também que não é uma questão só de ordem salarial. Os postos de saúde, as unidades de pronto-atendimento e as unidades básicas de saúde sofrem com a falta de equipamentos, materiais para análise laboratoriais, materiais médicos e remédios.

Que médico pode trabalhar nestas condições?

O governo federal resolveu eleger a classe médica como a vilã da saúde. Isto é próprio de um governo que não assume a responsabilidade de governar. O governo do PT sempre atribuiu suas falhas e incapacidades a outros governos ou a situações conjunturais do mundo. Nunca assumiu a incapacidade de planejar, de administrar custos e combater a corrupção, grande dreno de recursos públicos.

O programa “Mais Médicos” é mais uma ajuda a Cuba, que receberá mais de quinhentos milhões de reais em um ano, do que uma reforma da assistência de saúde no Brasil.

Não adiantará povoar o interior do Brasil com pessoas de formação duvidosa e não comprovada na área médica trazendo risco para a vida da população local e também para a manutenção da unidade nacional.

Isto é digno de registro.


Texto do Programa Opinião Católica do dia 03 de setembro de 2013.

Comentários

  1. Sem falar na possibilidade de parte desse dinheiro entregue aos Castro retornar como caixa 2 para as campanhas do PT em 2014.

    ResponderExcluir
  2. BOM DEMAIS... JÁ TÁ NO FACE DOS ESTUDANTES DE MEDICINA QUE CONHEÇO.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Vox Populi Brasil - Rádio Catedral FM 106,7

Governos: Falta de Planejamento e Visão