Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro x Jornada Mundial da Juventude

Muito estranha a atitude do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro de entrar com uma ação civil pública para impedir que o poder público municipal se responsabilize pela disponibilização da infraestrutura de saúde e de assumir com os consequentes custos financeiros destes serviços, para o atendimento, se necessário, de turistas brasileiros, estrangeiros e cariocas, que participarão da Jornada Mundial da Juventude na cidade do Rio de Janeiro.

Não vou detalhar por ser mais do que óbvio que a visita do Papa Francisco, neste momento de conturbação, perplexidade e desesperança, se reveste de um alto caráter de utilidade pública, em particular, para os jovens brasileiros.

O Ministério Público pede na ação que esta obrigação seja da organização da JMJ sob pena de cancelamento do evento. Que exagero!

Seria mais adequado para a proteção do dinheiro público que o MP do estado solicitasse a proibição do cachorro do governador Sérgio Cabral, o juquinha, voasse de helicóptero às custas do Tesouro Estadual.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Governos: Falta de Planejamento e Visão

Vox Populi Brasil - Rádio Catedral FM 106,7